A tecnologia REAC foi desenvolvida para tratar distúrbios e doenças com base na epigenética.
Mas você sabe o que é, de fato, a Epigenética? Ela é uma vertente da ciência que estuda as
modificações produzidas no organismo através dos fatores do ambiente, como nosso estilo de
vida, a alimentação, as substâncias com as quais temos contato cotidianamente e etc. Já temos
mais do que provas suficientes de que grande parte das doenças modernas tem alguma
relação com alterações epigenéticas. Principalmente os tumores, as síndromes
neurodegenerativas e patologias do desenvolvimento, as patologias psiquiátricas e doenças
associadas ao envelhecimento (Alzheimer e o Parkinson, as demências senis), as alterações do
controle metabólico e as doenças crônico degenerativas dos vários sistemas (cardiovascular,
endócrino, imunitário e músculo esquelético).

A epigenética aponta que o gene se expressa
em um modo ou de outro na saúde ou na doença, em relação a múltiplos fatores, que
compreendem todas as interações que o nosso organismo tem com o ambiente interno e
externo. Ou seja, mesmo as pequenas mudanças causam alterações epigenéticas enormes que
podem resultar em patologias de longo prazo. Aqui vale destacar que enquanto as mutações
genéticas alteram a estrutura do DNA, e são, portanto, irreversíveis, as modificações
epigenéticas não alteram essa estrutura. Todo esse estudo e pesquisa são a base de trabalho
de cerca de 30 anos por parte do Instituto Rinaldi Fontani, que resultou na criação da
Tecnologia REAC (Radio Electric Asymmetric Conveyer), cuja função é restabelecer a saúde no
que diz respeito à individualidade específica de cada epigenoma e da sua grande dinamicidade
ao longo do tempo.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Hsites, Especializados em Web para a área Médica

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?